Lugares do Desenho

Exposição coletiva, realizada entre setembro e outubro de 2013 na Pinacoteca Barão de Santo Ângelo, Instituto de Artes da UFRGS em Porto Alegre, RS. A mostra é organizada pelo Atelier D43 e conta com a participação de importantes e renomados convidados:

Atelier D43 e convidados

Atelier D43 e convidados

Atelier D43, convidados e Clipping

Matéria da TVE-RS LUGARES DO DESENHO online – youtube

Texto Eduardo Veras na íntegra, conforme está à disposição dos visitantes da exposição:

Lugares do desenho

O desenho é um dos instrumentos mais caros para a anotação da ideia que irrompe de imediato, urgente, que se inflama do nada – aquela faísca que, se não for registrada logo, ainda que nervosamente, feito um garrancho, corre o risco de se apagar para sempre.

O desenho é um dos meios mais propícios para a lapidação da ideia que se desbasta milimetricamente, passo a passo, como algo que se conforma aos poucos, seguindo um plano que se estabelece no ato mesmo de estender a linha – aquela sombra que só vai alcançar alguma luz se for riscada, tracejada, construída e maquinada sobre a folha de papel.

O desenho – generoso – se presta a gestos os mais díspares, à primeira vista contraditórios. Possibilidades como essas, e ainda outras, são exploradas na pesquisa Desenho, gesto e pensamento: procedimentos gráficos e outras mídias.

Como o nome sugere, o desenho, no caso, é percebido, discutido e examinado a partir de seu cruzamento com outros meios de expressão, como a fotografia, o vídeo, a escrita, o livro de artista e a própria arquitetura. A pesquisa surgiu das necessidades investigativas de Teresa Poester, artista e professora, e de três de seus alunos do Instituto de Artes da UFRGS, Alexandre Copês, Carlos Eduardo “KjÚ” Galon e Kelvin Koubik.

A exposição na Pinacoteca Barão de Santo Ângelo apresenta resultados do trabalho que, de forma sistematizada, vem se desenvolvendo desde março de 2012. Ao mesmo tempo, aproxima a produção do Atelier D43 com as de outros artistas, afinados com as proposições do grupo.

O desenho, nesse encontro, registra ideias, elabora ideias e as irradia. O desenho detona conflitos e busca soluções. Funda novas realidades.

Teresa, Alexandre, KjÚ e Kelvin apresentam criações individuais – bem distintas entre si – e trabalhos coletivos, estabelecidos em parceria. Teresa estuda a sorte de sobreposições de linhas e suportes: superamplia pequenas gravuras em metal e intervém sobre o material impresso. Suas paisagens vibram em profundidades ilusórias e contrastes cromáticos.

Alexandre combina ironia e erotismo em desenhos para se olhar bem de perto, ao mesmo tempo em que convida para, a partir da fotografia, perceber os claros que a luz pontua na parede graças a persianas entreabertas. KjÚ lembra que com vídeo também se desenha, e Kelvin, manchando e riscando, articula um emaranhado em preto e branco diretamente no espaço expositivo. Sobre extensas folhas de papel ou em vídeos e flipbook, o grupo investiga as nuances da parceria: um risca, o outro complementa, um sugere, o outro desafia, um confirma, o seguinte renega.

Esse método, em que um artista reage à proposição de outro, aparece também no trabalho do grupo Casa do Desenho. A diferença é que Eduardo Haesbaert, Fabio Zimbres e Gelson Radaelli propõem uma articulação entre seção e conjunto. São pequenos desenhos – vigorosos, de matriz expressionista – que vão compor o grande painel. Do detalhe, se alcança o inteiro.

Um pouco desse movimento, do micro em direção ao macro, e viceversa, também se repete, aqui, nos trabalhos de Jaca, Claudia Barbisan, Lia Menna Barreto e Gerson Reichert. Reichert, precocemente falecido no ano passado, comparece com as séries em que propunha a construção de imagens – ansiosas, quase iconoclastas – a partir de textos preexistentes, em uma combinação que preferia o grafismo latente nas palavras à sua sintaxe ou aos seus significados.

Contrastes e humores se explicitam nas composições de Jaca, que nos seduzem tanto pelo domínio gráfico das representações e pelo seu virtuosismo compositivo quanto pelo caráter delirante e divertido que acompanha os personagens e suas circunstâncias. Também vão namorar o chiste os desenhos de Claudia e Lia. Nos dois casos, com resultados tão distintos, trata-se de retomar os gestos de recortar e colar, ora no papel, revisitando inclusive a própria História da Arte, ora no espaço, reinventado os brinquedos de criança.

O gracejo, com jogos de palavras e o lúdico da própria criação, também se irradiam da animação de Marianne Chanel. Em sua primeira exposição no Brasil, a artista francesa apresenta um vídeo em que constrói – e desconstrói – as figuras (e a própria noção do que é o desenho) com barbante e pequenas porções de fita adesiva.

Mauro Fuke e Nick Rands, cada um a seu jeito, contrapõem o desenho sobre o papel com suas possibilidades virtuais. Fuke nos leva a repensar o consagrado estatuto do desenho como projeto ou esboço, com as formas que ele fixa laboriosamente sobre o papel para que a gente as adivinhe no espaço. Rands evoca a sobreposição de linhas e o próprio gesto de riscar, em um palimpsesto contemporâneo, no qual a acumulação e a sobreposição definem a imagem.

Fernando Lindote instala seu maquinário onírico no sítio mesmo da galeria, percorrendo com a linha os planos que a arquitetura define.

Nas partes e no todo, a exposição Lugares do desenho convida a rever o desenho como espaço de exercício e experimentação, ao mesmo tempo em que celebra as diferentes possibilidades e perspectivas de sua própria configuração no campo da arte.

Eduardo Veras

Porto Alegre, inverno de 2013

Vídeos Lugares do Desenho – Porto Alegre, 2013

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s