NEWS

Reportagem sobre a trajetória da artista Teresa Poester e a pesquisa do Atelier D43 na revista francesa Ballroom # 10 ( Junho / Agosto 2016)

BALLROOM 10 2016

______________________________________________________________________________________

Território da folha | Paisagens de Teresa Poester

Abertura dia 29 de Abril às 19hs

De 30 de abril a 01 de Junho.

1545557_714209605288702_394215692095680698_n

______________________________________________________________________________________

De 02 a 31 de Maio em Caxias do Sul.

Abertura da exposição atelier D43 e Atelier Subeterrânea dia 02 de Maio às 19hs.

attachment

Programação:

1

______________________________________________________________________________________

A exposição Lugares do Desenho – atelier D43 e convidados na Pinacoteca Barão de Santo Ângelo realizada em Outubro de 2013 gerou outras atividades. Na mostra, foi apresentada as várias possibilidades de cruzamento do desenho dentro de um espaço só. Dentro do conceito de exposição expandida, o grupo promoveu um Seminário sobre desenho com o atelier D43 e os professores do IA, Eduardo Veras, que escreveu o texto sobre a exposição, e Ana Albani de Carvalho.

SEMINARIO PB DSC03324

SEMINARIO PB DSC03322

______________________________________________________________________________________

A exposição Diagnósticos de Kelvin Koubik na Sala Iberê Camargo da Usina do Gasômetro é a primeira individual do jovem artista, estudante do Instituto de Artes, que explora o desenho como caligrafia gestual.

A exposição é um projeto sobre a apropriação da escrita e tipografia da língua portuguesa. É formada de grandes e pequenos formatos onde aparece um gesto rápido e nervoso. Os desenhos são realizados em nanquim, grafite e borracha.

Se desenhar é inventar códigos gráficos, este jovem artista, como Leon Ferrari ou Mira Shendel, inventa seus próprios alfabetos. Os diferentes símbolos empregados aqui são utilizados como ferramentas para a exploração do desenho. O trabalho especula o que a letra tem de imagem e o que a imagem tem de letra. Desconstrói o significado da linguagem da escrita. É a escrita do desenho e o desenho da escrita.

No extremo do gesto o desenho da letra extrapola a forma legível, deixando o vestígio do estremecimento irrepetível da mão. Rompe a escritura para gerar uma caligrafia muda, sem palavras. Os elementos textuais se transmutam em desenhos abstratos. A linguagem fala pelos gestos e pelos ritmos numa comunicação sonora que propõe o livre navegar dos olhos através de texturas, distorções e deformações.

FONTE TEXTO: Secretaria da Cultura de Porto Alegre

Exposição Diagnósticos de Kelvin Koubik realizada  em maio de 2012 na Sala Iberê Camargo na Usina do Gasômetro

Exposição Diagnósticos de Kelvin Koubik realizada em maio de 2012 na Sala Iberê Camargo na Usina do Gasômetro, participação no mural de Antônio Augusto Bueno e Alexandre Copês, curadoria de Teresa Poester.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s